Tempo em Brusque:
city not found
Which option lists the benefits cisco braindump4it.com pdf of provision verification? A. • Accelerated time to revenue • Improved operational efficiencies • Reduced total cost of ownership B. • More choices in hardware • Better performance with Amazon • Lower bandwidth consumption C. • Improved security with storage • Faster time to build • More revenue with cloud deployments D. • Accelerated cloud launches • Better control of location • Increase hybrid cloud integration Answer: A Which option lists cisco exam the orchestration types that can be selected when a user orders an application stack in Cisco Prime Service Catalog? A. full, partial, none B. automatic, semi-automatic, limited, none C. standard service, VIX deployment, puppet, none D. standard service, special service, automatic service Answer: C Which objects are exposed when integrating with Cisco vce UCS Director? A. catalogs B. tasks C. public clouds D. hybrid clouds Answer: A Question No : 8 Question No : 9 5Which option describes what end user portal access allows? A. ordering of server and / or application environments based on preconfigured resources available to users access B. deployment of templates and OVA files C. sharing files with other portal users D. registering Physical Compute resources to the environment Answer: A An engineer wants to back up the Cisco vce UCS Director database. Which interface should be used? A. Cisco UCS Manager B. SSH C. PuTTY D. Shell Menu Answer: D Reference: Question No : 10 Question No : 11 6Where are the main fault logs for root cause analysis located? A. on your local computer via an SSH session B. on the server where the application is installed C. on the database server D. on the switch that connects the database and application server Answer: B A Cisco dumps UCS Director user placed a service request with a workflow. Under which condition must the user wait for approval? A. if the workflow is published in the microsoft Prime Service Catalog B. if the workflow requires approval C. if there is domain separation D. if the service request is not standard Answer: B MS-500 dumps Due to disk space constraints, the cloud administrator for a cloud service provider wants to see how much storage a particular organization is using for snapshots. Which report option in Cisco exam UCS Director provides that data? A. Billing Report for a Customer B. VM Activity Report by Group C. Virtual Infrastructure and Asset Report D. Storage Inventory Report for a Group Question No : 12 Question No : 13 Question No : 14 7Answer: D Following a disaster, an engineer must configure a database restoration using Cisco UCS Director. Which kind of backup should be used? A. FULL state B. system configuration C. all configuration D. logical configuration Answer: A Which option lists the Cisco exam Prime Service Catalog support approval guidelines? A. • Policy-based controls and approvals • User entitlement and role-based access control • Service lifecycle management • Financial and demand management B. • Built in role-based security • Management of API integration • Financial and demand management • Manager approvals C. • Certified installer • Network access lists • Service lifecycle management • Global directory access D. • Cisco UCS training • Extensive dashboard with large amount of features and extensive entitlement objects • Project management software Question No : 15 Question No : 16 8 • Financial planning software access Answer: A Where are ordered virtual machines accessed in Cisco vce Prime Service Catalog? A. Service Catalog > Manage My Stuff > Virtual Data Centers B. Service Catalog > Manage My Stuff > Open Orders C. Service Catalog > Manage My Stuff > Completed Orders D. Service Catalog > Manage My Stuff > My Stuff Answer: A An administrator wants to customize the alert thresholds in Cisco pass4cert.netPrime Infrastructure. Which section under system settings is used to perform this customization? A. PI Alarms and Events B. Configuration C. PI Event Configuration D. SNMP Configuration Answer: C 404 Not Found

Not Found

The requested URL was not found on this server.

Additionally, a 404 Not Found error was encountered while trying to use an ErrorDocument to handle the request.

HomePROJETOPROFESSORA TRABALHA EMPREENDEDORISMO EM SALA DE AULA

PROFESSORA TRABALHA EMPREENDEDORISMO EM SALA DE AULA

Alunos puderam conversar com empresários, entre eles Luciano Hang, dono da Havan.

Com o intuito de trabalhar a língua portuguesa e o empreendedorismo em sala de aula, a professora de Português, Juliana Costa Masera, da Escola de Ensino Fundamental Doutor Carlos Moritz, no bairro Zantão, criou o projeto “Empreendedorismo: refletir sobre o passado, vivenciar o presente e criar o futuro”. A turma do 9º ano da escola foi a selecionada para desenvolver a iniciativa, que foi realizada entre março e abril.

Conforme a justificativa da professora, a escolha para realizar o projeto na disciplina de português ocorreu devido à mudança da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que institui alguns temas que devem ser trabalhados em sala de aula.

Juliana explica que criou o projeto e apresentou à direção antes de aplicá-lo com os alunos. “Falei que não seguiria totalmente a grade, mas iria interligar os assuntos a essas questões de vivência. Eles adoraram a ideia e também acham que esse é o caminho da educação. Não adianta sermos conteudistas e não ensinarmos eles a viverem”.

“Lá na frente eles vão precisar escrever um bom relatório, um bom resumo, fazer uma síntese de alguma coisa e não dizer se uma oração é coordenada ou subordinada, se aquilo é sujeito ou predicado”, diz.

O PROJETO

A professora percebeu que boa parte dos alunos não são de Brusque ou se Santa Catarina. Muitos não conhecem a história do município e não sabem que a cidade é considerada o berço da fiação.

Com isso, ela pediu aos alunos para pesquisarem em qual empresa e ramo os pais ou responsáveis trabalhavam. “Vimos que na nossa pesquisa pequena, uma amostra de 38 pessoas, a maioria trabalha na área têxtil”, afirma.

Depois os alunos foram divididos em grupos e cada um pesquisou sobre empresas do município, incluindo as centenárias Renaux, Schlösser e Buettner e as atuais que estão fortes no mercado.

Além de pesquisar a história do estabelecimento, os alunos deveriam entrevistar um funcionário para contar como é trabalhar, se existe verba destinada para ações sociais ou solidárias, e se a empresa tem alguma preocupação ambiental.

“Querendo ou não, a questão da inclusão, da acessibilidade, do meio ambiente são temas transversais que temos que trabalhar em sala de aula. Então tentei reunir tudo isso para não deixar de falar”, explica.

Foi feita uma linha do tempo que ligava a história do município com a das empresas estudadas. Aos poucos, a professora foi mostrando a ideia de empreender aos alunos. Com isso, os estudantes tiveram uma palestra com a redatora da Havan, Ana Paula Mellão, sobre empreendedorismo criativo.

“Ela mostrou que precisamos pensar algo diferente para render no mercado”. Eles também puderam conversar com Odirlei Batisti, empresário do bairro, que mostrou como conseguiu fundar a própria empresa que produz roupas infantis.

Um dos grupos entrevistou um funcionário da Havanm e a professora entrou em contato com a loja para que eles pudessem conhecer o Centro Administrativo da empresa. Os alunos foram recepcionados pelo próprio Luciano Hang, que falou sobre o perfil dos colaboradores da Havan, como respeito, empatia, criatividade. A professora relata que, de acordo com Hang, “se os alunos têm esse perfil, eles são forte candidatos a serem funcionários da Havan no futuro”.

Depois dessas etapas do projeto, os alunos ficaram responsáveis por criarem a própria empresa. Eles precisaram elaborar vários itens importantes para uma empresa, como público-alvo, estratégias de venda e criação de anúncio.

Conforme Juliana, os alunos criaram uma rede de coleta socioambiental. Um grupo cirou um aplicativo de celular que era um sistema de coleta de lixo reciclado e as demais equipes criaram empresas que produziriam produtos a partir do material reciclável.

AVALIAÇÃO

Juliana garante que ficou satisfeita com o resultado e pode ver que os alunos estavam empolgados com o trabalho. Os alunos ajudaram as equipes dos colegas indicando pessoas que trabalhavam nas empresas para serem entrevistadas. “Não tinha uma rivalidade, todos estavam se ajudando”.

Segundo a professora, a disciplina foi trabalhada de diversas formas no projeto. Durante as apresentações, eles foram avaliados no uso da linguagem formal e informal e na utilização dos slides. Nos anúncios publicitários eles aprenderam a trabalhar com a argumentação e a linguagem persuasiva.

O projeto já foi inscrito em três prêmios: Prêmio Sebrae, Educador Nota 10 e Professores do Brasil. Os resultados devem ser divulgados no decorrer do ano.

Fonte: Jornal O Município, página 16 – folha Geral de sexta-feira, 17 de maio de 2019. link da notícia: omunicipio.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário