Brusque
25 C
céu pouco nublado
Brusque
humidity: 94%
wind: 3 m/s NNW
H26 • L23
Thu
33 C
Fri
21 C
Sat
24 C
Sun
25 C
Mon
23 C

403 Forbidden

Request forbidden by administrative rules.

403 Forbidden

Request forbidden by administrative rules.

403 Forbidden

Request forbidden by administrative rules.
HomeCONSCIENTIZAÇÃOCULTURA AFRO-BRASILEIRA E DIVERSIDADE

CULTURA AFRO-BRASILEIRA E DIVERSIDADE

Desde o mês de maio deste ano, professores, coordenadores e alunos dos anos finais da Escola de Ensino Fundamental Professora Isaura Gouvêa Gevaerd, vêm trabalhando sobre as Relações Étnico-Raciais com o objetivo de desenvolver práticas de valorização e reconhecimento do “eu” através de representatividade, bem como o combate ao racismo e ao preconceito dentro do ambiente escolar. Nesse sentido, foi elaborado um projeto, “Cultura Afro na Escola / Diversidades”, e, a partir dele, várias atividades foram sendo desenvolvidas desde então. Conheça mais sobre o projeto no link:

O trabalho pedagógico ocorreu durante todos esses meses, em algumas etapas com atividades variadas, tais como: sessão de filmes sobre a temática da aceitação, produção de fotografias dos próprios alunos, debates sobre a importância de haver mais bonecas negras nas lojas, escolas, em casa, confecção de cartazes com frases antirracistas e de empoderamento, pinturas de autorretrato, arte em argila, arte em tecido, produção de vídeo, estudo de poesias de autores negros, entre outros.

As atividades do projeto foram tão significativas para todos, que foi decidido, então, realizar uma mostra de trabalhos sobre a cultura afro, que aconteceu no sábado, dia 14 de setembro. O evento iniciou com uma Roda de Capoeira do Mestre Urso e seu grupo do Centro de Treinamento Barro Negro. A energia da roda rapidamente envolveu a todos que ali estavam. Após a roda, os alunos dos 6ºs anos recitaram poesias de Cruz e Souza e Conceição Evaristo.

Além da roda de capoeira e do recital de poesias, vários trabalhos estavam expostos para a visitação durante a mostra. Haviam alunos explicando sobre a culinária brasileira de origem africana, com direito a degustação de quitutes, enquanto que outros apresentavam os aerogeradores que foram construídos nas aulas de ciências e matemática, baseado no filme “O menino que descobriu o vento”. Já as alunas, empolgadíssimas, apresentaram uma oficina de turbantes, com direito a experimentar os turbantes e tirar fotos ao lado de pinturas de mulheres negras com vestes típicas e em tamanho real, que os alunos criaram. Os visitantes também tiveram a oportunidade de apreciar uma pirâmide totalmente envolvida com bonecas Abayomis, representando a união dos povos africanos. Foi realmente um momento repleto de arte, dança, música, poesia, história, manifesto, representatividade e desconstrução de preconceitos.

Texto: Coordenadora Tatiane Ventura e Professora Jacqueline G. Santa Brígida
Fotos: Escola Isaura

Marcadores
Sem comentários

Deixe um comentário