Brusque
23 C
nublado
Brusque
humidity: 99%
wind: 0 m/s S
H25 • L23
Tue
28 C
Wed
33 C
Thu
34 C
Fri
36 C
Sat
34 C
HomeEDUCAÇÃO INFANTILSegunda-feira movimentada com formações tecnológicas para profissionais de educação

Segunda-feira movimentada com formações tecnológicas para profissionais de educação

Em continuidade às ações e projetos que transformam 2022 como o ano da educação em Brusque, duas importantes formações em tecnologia ocorrem nesta segunda-feira (20). Na EEF Augusta Dutra de Souza, no bairro Limeira Baixa, são cerca de 70 profissionais reunidos, entre professores da unidade de ensino, assessores de disciplinas da rede municipal e equipe pedagógica da Secretaria de Educação capacitados para o uso do software Mozaik Education. Criado pela Google, o sistema é aplicado nas telas interativas e Brusque é uma das primeiras cidades brasileiras a desenvolver o projeto piloto por um período de seis meses. Já na sala de Licitações da Prefeitura, os professores de robótica recebem capacitação sobre a plataforma canadense Robo Garden, outra novidade no Brasil, que atua com o ensino de programação desde o básico até os níveis avançados por meio de games.
A formação sobre o software húngaro Mozaik Education é ministrada pelo consultor paulista Marcos, Kishimoto, formado em matemática, rede de computadores e automação industrial. Segundo ele, a Mosaik Education tem conteúdo multimídia, em 3D, que vai tornar as aulas mais atrativas e interessantes para os alunos e vai facilitar bastante para os professores, pois também permite que, de forma on-line, atividades sejam aplicadas aos alunos.

Para a diretora da EEF Augusta Dutra de Souza, Cristina Knihs Zierke, a formação é de qualidade excepcional. “Poucas cidades no Brasil usam o Mozaik e, na rede pública, somos os primeiros. Estamos muito empolgados pois essa formação fará com que os alunos tenham acesso à tecnologia de primeiro mundo, que apenas na Europa é utilizada”.
A diretora espera que o novo recurso tecnológico represente ainda mais motivação para os estudantes. “A qualidade desta plataforma é impressionante, no simples fato de apenas observar, já sentimos uma diferença. O raciocínio dos alunos se torna maior, já que eles estão vendo e lidando com a tecnologia, que agora não temos mais como fugir”, analisa. A escola foi escolhida para receber o projeto piloto por meio de sorteio.

Robo Garden

Já a apresentação da plataforma Robo Garden aos profissionais de robótica da rede municipal de ensino é ministrada pela doutora em Linguística e consultora paulista Betina von Staa. Para ela, é gratificante ver que Brusque está investindo em tecnologia, vendo a importância da área para o desenvolvimento dos alunos. A especialista comenta que a Robo Garden consiste em uma plataforma de ensino de programação gameficado autoinstrucional. “O aluno aprende brincando no ritmo dele e vai ao infinito e além na plataforma. Os professores de robótica que já possuem experiência de programação, viram como é simples, o aluno aprende bem. As crianças poderão aprender no seu ritmo, em qualquer hora em qualquer lugar”. Segundo ela, a experiência é como entrar em um game. “Mas é um game que ensina pensamento computacional, raciocínio lógico, está em contexto de ciência, com reflexões científicas e o aluno aprenderá no seu ritmo, e assim, a cidade poderá ampliar o interesse na área tecnológica porque é uma brincadeira, o ambiente é divertido, colorido, atrai meninas e meninos. E mesmo quem acha que não tem afinidade para o mundo da tecnologia, das ciências, vai ver como é divertido e didático, importante para a formação de toda criança, de todo cidadão”.

Novo mercado

Para a secretária de Educação, Eliani Aparecida Busnardo Buemo, as ações deste começo de semana trazem uma percepção muito positiva para a rede municipal de ensino. “O software Mozaik conhecemos em Londres na Bet Show e lá foi manifestado que o parceiro Google iria licenciá-lo para que Brusque fosse o projeto piloto do uso desse software em 3D”. Segundo ela, o Mozaik é moderno, “inclusive pode ser utilizado nos celulares, e assim, vai democratizar, facilitar e modernizar este conhecimento e o uso das ferramentas. 
Sobre a apresentação da plataforma Robo Garden, Eliani Buemo cita que ela significa o desenvolvimento do pensamento computacional e por meio dele, a programação. “O que vemos, hoje, no mundo moderno, como uma necessidade e uma oferta de mercado de trabalho que se abre. Este software também é uma novidade no Brasil, nenhuma rede pública o utiliza ainda. Teremos uma licença para que 300 alunos do primeiro ao nono ano do ensino fundamental possam utilizar”.
Fonte: Site Prefeitura de Brusque.

No comments
%d blogueiros gostam disto: