Brusque
14 C
chuva moderada
Brusque
humidity: 100%
wind: 1 m/s W
H16 • L14
Tue
24 C
Wed
19 C
Thu
17 C
Fri
16 C
Sat
18 C
HomeNOTÍCIASFórum da transparência e Gestão Compartilhada tem saldo positivo

Fórum da transparência e Gestão Compartilhada tem saldo positivo

Extremamente positivo. Este é o saldo do III Fórum da Transparência e Gestão Compartilhada. O evento foi promovido pela Prefeitura de Brusque, por meio da Controladoria Municipal, e realizado na noite de quarta-feira (17), no auditório da Uniasselvi, com excelente público.  Com o tema “Educação sob Perspectiva”, o encontro teve como orador principal, o Conselheiro Substituto Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, Gerson dos Santos Sicca, que compartilhou informações sobre “Iniciativas de Transparência do Tribunal de Contas de Santa Catarina frente aos desafios da educação” O Fórum da Transparência e Gestão Compartilhada tem por objetivo aproximar o cidadão da administração pública. Desta forma, procura desenvolver a transparência, permite que a sociedade expresse sua opinião, possa compreender e participar ativamente das atividades que difundam e envolvam os cidadãos, desde os vizinhos da rua e do bairro até atingir toda a comunidade brusquense.

Para o orador principal da noite, o conselheiro substituto do TCE-SC, Gerson Sicca, “esse espaço é muito importante, é uma oportunidade ímpar. Fico feliz em saber que Brusque tem essa prioridade na transparência, no uso da tecnologia, utilização de dados na gestão pública. O Tribunal de Contas tem uma preocupação em utilizar dados para incrementar a gestão pública. Essa oportunidade é boa demais para conhecer a realidade municipal, dialogar com a população, e apresentar as ferramentas que o TCE coloca à disposição dos cidadãos e dos gestores”.  Para o prefeito Ari Vequi, a cidade vem em processo de evolução. “Criamos o aplicativo da transparência e todos os anos fazemos o fórum para mostrar, de forma transparente, aquilo que está sendo feito no nosso município. É importante que a população saiba o que está sendo feito com os recursos públicos arrecadados com seus impostos e mostrarmos a aplicação responsável desses recursos”. 

Avaliação Ao analisar o evento, o controlador municipal Daniel Felício elenca alguns itens. O comparecimento do público é o primeiro deles. “A comunidade abraçou o evento mais uma vez, com vários representantes dos setores empresarial, escolar, acadêmico entre demais entidades sociais que de uma forma ou outra representam nossa sociedade”, analisa. Para ele, o nível do debate também é outro ponto a se ressaltar. “Todas as palestras foram excelentes, com destaque para a do Conselheiro Gerson Sicca, que foi extremamente esclarecedora, sob os mais diversos aspectos, desde da mudança do cálculo do ICMS que impacta diretamente na qualidade da educação até as formas de monitoramento por meio do portal de serviços do Tribunal, o https://servicos.tce.sc.gov.br/tceeducacao/, que traça um panorama da educação no Estado de Santa Catarina”. Ao completar a avaliação evolutiva do Fórum e a participação expressiva da comunidade, o controlador afirma que é hora de pensar em futuras edições da atividade. “Acreditamos que o repetido sucesso nas três edições já promovidas, especialmente o de ontem, trouxe novo ânimo para pensar no próximo e que seja de igual proporção”, encerra Daniel Felício.

Visita preliminar Antes do Fórum da Transparência, Gerson Sicca esteve na Secretaria Municipal de Educação (SEME), onde conversou com a titular da pasta, Eliani Aparecida Busnardo Buemo e equipe gestora. O prefeito Ari Vequi também participou do encontro. Acompanhado da diretora de atividades especiais do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, o conselheiro substituto do TCE-SC conheceu o Projeto Aprende Mais Brusque. As ações foram apresentadas pela diretora de Educação Infantil da SEME, professora Ivanete Lago Groh e pela assessora pedagógica, Irene Cristina Welter Janning Valim. O Projeto Aprende Mais consiste em um conjunto de ações que visa a recomposição das aprendizagens essenciais dos alunos, que ficaram defasadas pela pandemia da Covid-19. As ações realizadas são as sondagens pedagógicas, que caracterizam como uma avaliação diagnóstica, realizada pela Rede Municipal para alunos do 2° ao 9° ano, com o objetivo de mapear as dificuldades de aprendizado. “Esse projeto é desenvolvido no contraturno escolar e nós no momento estamos com mais de 2.000 alunos participando e todo trabalho realizado nas unidades escolares de Ensino Fundamental tem o acompanhamento da equipe técnica da Secretaria de Educação por meio de visitas técnicas nas unidades escolares”, afirma Eliani Buemo.
Fonte: Site Rádio Cidade.

Post Tags
No comments
%d blogueiros gostam disto: